O quanto você é apaixonado? Por quantas coisas você é apaixonado?

Quando eu era menina pequena, uma das minhas paixões era visitar os meus avós. Nós morávamos na capital do Brasil, Rio de Janeiro. Pegávamos um trem leito às 20 hs, na Praça Mauá e pela manhã chegávamos a Campos, mudávamos de trem e lá pelo meio dia chegávamos a Cachoeiro de Itapemirim, então pegávamos outro trem e de tarde chegávamos a Jerônimo Monteiro. Era uma longa viagem, mas era minha grande paixão, chegar na casa dos meus queridos avós José Portella e Loretta.

Meus pais, meu esposo, meus filhos, meus netos, meus irmãos, meus familiares e amigos são outra paixão.

Ler e meu trabalho é uma grande paixão.

Mas há uma paixão que acompanha toda a minha existência – minha paixão por Deus e Sua Palavra.

Paixão é o que lhe move, é o que lhe faz ser resiliente.  

Resiliência tem sua origem na física, se refere à capacidade de um material em aguentar uma força contrária, mas depois que a força diminuir, voltar ao seu estado original;  exemplo de resiliência é uma esponja que volta ao normal depois que cessar a compressão ou um elástico, que volta ao seu tamanho anterior ao cessar de ser esticado. Independente dos obstáculos, das resistências que você enfrente, ser resiliente é  voltar à sua paixão!

Momento Coaching

Quais são as suas paixões?

O que lhe faz ser resiliente, independentemente das circunstâncias?

Qual a sua paixão que lhe faz viver com motivação e propósito?

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *